Logo

Atendimento de segunda a sexta, das 08:00 às 17:00.




Paraíso receberá apoio técnico na coleta seletiva

Paraíso receberá apoio técnico na coleta seletiva

O município de São Sebastião do Paraíso classificou-se em primeiro lugar em uma seletiva realizada pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), para escolher municípios que receberão apoio técnico do Estado de Minas Gerais na implantação ou ampliação do programa de coleta seletiva. O resultado final do Edital nº 01/2019 foi divulgado na tarde da última sexta-feira, 22.

São Sebastião do Paraíso ficou classificado em primeiro lugar em uma lista de apenas 19 cidades que serão atendidas no programa. Estes municípios candidataram-se à proposta do Governo do Estado no edital lançado em 21 de janeito deste ano. “Sabemos das dificuldades enfrentadas e continuamos trabalhando com seriedade. Isto comprova que estamos no caminho certo e que temos muito o que melhorar. Este projeto irá nos ajudar neste sentido”, comentou a secretária municipal de Meio Ambiente, Yara Lourdes de Souza Borges.

A iniciativa prevê o apoio à coleta seletiva destinada às administrações municipais. O edital estabelece as condições de participação no processo seletivo para os municípío mineiros, integrantes de consórcios públicos intermunicipais, que tenham interesse em receber apoio técnico para a implantação ou ampliação do seu programa.

De acordo com a secretária Yara Borges foram realizadas inúmeras inscrições entre os municípios mineiros. “Classificamos em primeiro lugar porque atendemos todos os requisitos que foram exigidos e agora, certamente, poderemos avançar ainda mais neste programa que já estamos desenvolvendo”, acrescenta Yara.

Além de Paraíso, foram classificados os municípios de Governador Valadares, Itanhandú, Ipatinga, Nepomuceno, Caxambú, São Tiago, Boacaiúva, Silvianópolis, Arinos, Sobrália, Rio Piracicaba, Andradas, Perdigão, São Lourenço, Campo Florido, Sacramento, Bueno Brandão e Claúdio.

Segundo o Governo do Estado, a intenção é aprimorar a política de gestão de resíduos. Foram habilitados para seleção apenas os municípios que encaminharam toda a documentação solicitada no edital. Uma comissão avaliadora analisou os documentos apresentados por cada município candidato e avaliou as informações para validação da inscrição. “Nossa equipe técnica irá até os municípios e fará a capacitação das equipes até que seja possível implantar a coleta seletiva”, afirmou a coordenadora geral do Instituto Gesois, Vera Christina Vaz Lanza.

Embora a meta do plano de trabalho estabeleça a implantação ou ampliação da coleta seletiva, será desenvolvido um trabalho no sentido de minimizar a possiblidade de comprometimento no cumprimento da meta, uma vez que as comunidades apresentam dinâmica e celeridade e resposta diferentes às etapas de implantação da coleta seletiva.

Com o objetivo de potencializar os resultados esperados, os trabalhos deverão ser realizados de forma compartilhada entre os municipios selecionados e poderão envolver outros municípios que não integram os consórcios intermunicipais, de maneira a possibilitar melhor disseminação da prática de forma regional.

 

Fonte: http://www.ssparaiso.mg.gov.br/noticias.php?dsid=3506