Logo

Atendimento de segunda a sexta, das 08:00 às 17:00.




Paraíso realiza Seminário Outubro Rosa e Novembro Azul

Paraíso realiza Seminário Outubro Rosa e Novembro Azul

A Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso realizou na quinta-feira, 18, o 1º Seminário Outubro Rosa e Novembro Azul, ambos de prevenção ao câncer. O evento ocorreu no anfiteatro do Ceduc e contou com a participação de vários especialistas, estudantes e voluntários, além de profissionais que atuam no setor. Foram feitas palestras, debates, depoimentos e intercâmbio de informações, com direito a sorteio de brindes para os participantes.

O prefeito Walker Américo Oliveira participou da abertura do seminário. Ele reforçou a importância da prevenção e lembrou que nesta data (18 outubro) comemora-se o dia de São Lucas e também o dia do médico. “Quero parabenizar todos os médicos, que são pessoas que dedicam suas vidas para salvar outras vidas. Este seminário tem uma importância indiscutível, pois, é a oportunidade que temos de unir a Prefeitura e os diversos organismos ligados a essa causa para que, juntos, possamos atingir o número maior de pessoas. Que esta nossa articulação fortaleça o movimento do Outubro Rosa e Novembro Azul, para que a gente possa levar informações relevantes sobre o câncer de mama, de colo de útero e o de próstata para toda a população. Não só as mulheres, mas o homens também precisam se conscientizar da importância da detecção precoce e da realização de exames. É importante se cuidar e no caso do câncer, a prevenção é a melhor forma de evitar a doença”, disse o prefeito.

Durante o seminário foram realizadas quatro palestras. O primeiro encontro foi com Denise Alves de Almeida, que é coordenadora de graduação em Enfermagem, da Libertas Faculdades Integradas. Também participaram na parte da manhã o médico Marcelo Safatle, membro da Sociedade Brasileira de Urologia, além da psicóloga Joana Saddi e a enfermeira oncologista Renusa Campos Costa Lataro. Eles enfatizaram sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer e as suas várias formas de tratamento. Os especialistas citaram que, em virtude do aumento do número de exames, também tem aumentado os casos de diagnóstico da doença.

No período da tarde os trabalhos foram iniciados com o depoimento da funcionária pública aposentada Fabiana Caldas. Ela contou como descobriu e conviveu com a enfermidade até superá-la. "Hoje sou uma nova pessoa porque consegui me superar, passando por situações que achava que não iria suportar", disse. Em seguida foi a vez do médico oncologista Leandro Ribeiro dos Reis, do Hospital Regional do Câncer, de Passos. Ele falou sobre o câncer de mama e de colo do útero bem como as variações do tratamento. Durante a exposição ele citou que “a cada ano surgem surgem 28% de novos casos e que nos homens é apenas 1%, uma vez que a doença é mais comum nas mulheres”, relata.

Na sequencia, a psicóloga coordenadora do HRC, Thais Lopes da Silva, abordou sobre a Saúde Emocional do Paciente Oncológico. Questões como o impacto do diagnóstico e as maneiras como pacientes e familiares vivem a doença foram alguns dos tópicos mencionados. Ela conta que cada pessoa vive de maneira diferenciada e individualizada. “Todos precisam ser tratados, há uma mudança de comportamento, há o processo de adoecimento e hospitalização e as reações psicológicas são as mais diversas principalmente na maneira como o assunto é tratado entre os profissionais, o paciente e os familiares”, acrescenta. Antes do encerramento foi realizada a última palestra com a linergista Lilia Bastos Machado. Ela é especialista em sobrancelha e dermopigmentação e abordou sobre o assunto, citando o quanto é importante, principalmente para a autoestima da mulher, os cuidados com o corpo.

 

Fonte: http://www.ssparaiso.mg.gov.br/noticias.php?dsid=3445