Logo

Atendimento de segunda a sexta, das 08:00 às 17:00.




Casas para habitação rural recebem laje

Casas para habitação rural recebem laje

A construção das cinco casas destinadas aos produtores rurais de São Sebastião do Paraíso, realizadas através de contrato com a Caixa Econômica Federal e em parceria com a Prefeitura, estão alcançando mais uma etapa. As obras entraram na fase de respaldo em preparação para receber o acabamento, aproximando a realização do sonho das famílias beneficiadas. "É gratificante ver a casa da gente ficando pronta, é um anseio antigo e que agora estamos vendo ser concretizado", diz a produtora rural Reni Aparecida de Faria.

As casas estão sendo construídas por meio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) — integrado ao  projeto "Minha Casa Minha Vida Rural". Através de convênio com a Caixa Federal, foram disponibilizados R$ 34 mil em materiais para as construções. Cada imóvel possui 64,87m² de construção, distribuídos entre três dormitórios, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e varanda. Os produtores entram com uma contrapartida que é dividida em parcelas e também com a mão de obra, além da cessão do terreno.

Reni Aparecida Faria é uma das beneficiadas do programa e conta como está o desenvolvimento das obras desde que assinou o contrato."Começamos a desenvolver o projeto depois da assinatura do contrato, logo que terminou a greve dos caminhoneiros foi liberado o dinheiro para compra do material e tivemos o início das obras em junho", relata. Pelo acompanhamento dos trabalhos feitos até aqui, todas as construções estão no mesmo nível, com a colocação da laje. "Aqui as telhas foram colocadas. Começamos nesta semana a fase de reboco e respaldo colocação de portas e janelas para acabar de fechar tudo, logo vamos entrar na fase de acabamento com o piso", comenta.

Ela se diz feliz da vida com a realização do sonho que está vendo acontecer. "É gratificante ver cada etapa sendo completada, a casa sendo construída e o sonho ficando cada vez mais perto de ser realizado". Reni afirma que ficava angustiada ao ver o projeto ser desenvolvido em outras cidades, mas agora está aliviada porque chegou em Paraíso. "Chegou a nossa vez", comemora. E completa falando sobre a estrutura do imóvel. "É uma casa muito boa, confortável, bem dividida é um projeto muito bom", acrescenta.

Para Yara de Lourdes Souza Borges, secretária municipal de Desenvolvimento Agropecuário, esta é mais uma conquista do município em favor dos produtores rurais nesta administração. "Quando iniciamos, o prefeito Walker Américo nos pediu um olhar especial para o setor e estamos trabalhando pelo que foi proposto", diz. Ela destaca que, por esta iniciativa que tem a parceria do governo local, possibilita a fixação do produtor no campo, tendo uma moradia digna e bem dividida onde qualquer família gostaria de morar. "Isso também se deve ao trabalho da nossa equipe que ajudou muito neste processo", comenta. A secretária acrescenta sobre a importância de apoiar os produtores rurais. "A origem dos recursos está ali e ajuda a movimentar vários outros setores da economia desde as lojas de materiais de construção, o pessoal da mão de obra que trabalha, movimenta o comércio de maneira geral", completa.

De acordo com Marco Aurélio Alves de Paula, chefe do Departamento de Agropecuária, a vontade era poder beneficiar mais produtores. "Tivemos mais inscritos, mas os critérios de seleção da Caixa Econômica são muito rígidos e não depende de nós termos mais beneficiados", opina. Ainda assim ele ressalta que o programa é uma porta aberta e uma luz acessa para quem busca uma alternativa. "Temos buscado atender onde há possibilidade estamos indo ao encontro e em busca de benefícios para a população", assegura.

Além de Reni Aparecida Faria, foram contemplados em Paraíso os produtores João Luiz Carmozini, Francisco Alves Neto e Alexandro Tadeu de Faria. Em São Tomás de Aquino, o projeto atende a Antônia Aparecida Silva. Além da Prefeitura, do Governo Federal e da Caixa Econômica, a realização do projeto também conta com a parceria da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Lago de Furnas (Adeslago).

 

fotos: Roberto Nogueira

 

Fonte: http://www.ssparaiso.mg.gov.br/noticias.php?dsid=3395